Integração Sensorial


May 19, 2020

Em Joane, com uma sala totalmente equipada, disponibilizamos o serviço de integração sensorial, com uma Técnica Especializada em Integração Sensorial.

A Integração Sensorial é um processo neurológico que organiza a sensação vinda do corpo e do ambiente, permitindo respostas adaptativas ao ambiente, ou seja, uma reação e um comportamento adequados ao estímulo recebido. O processamento da informação sensorial é a capacidade de receber, classificar e processar as sensações recebidas através dos nossos sentidos: visão, audição, paladar, olfato, tato, propriocetivo (posição e movimento do corpo) e vestibular (gravidade, movimento da cabeça e equilíbrio).

Qual a importância do processo de Integração Sensorial?

Toda a informação que recebemos do mundo que nos rodeia provém do nosso sistema sensorial e é processada pelo sistema nervoso. Este processamento acontece de forma inconsciente e automática, tal como o batimento cardíaco e a digestão, por exemplo. É frequente algumas crianças apresentarem dificuldade em aprender e em comportar-se como o esperado, por apresentarem uma desordem de integração sensorial, isto é, têm dificuldade em processar a informação sensorial que recebem do ambiente.
 
É a integração de todas sensações recebidas que possibilita o processo de aprendizagem e o desenvolvimento de competências necessárias para interagirmos com o mundo. Contribuem para a aquisição de competências motoras e cognitivas, o estado de alerta/atenção, a interação social, a comunicação, a regulação emocional e a organização do comportamento no tempo e no espaço.
 

Pais e professores devem estar atentos aos seguintes sinais de alerta e comportamentos:

  • Dificuldades de atenção/concentração;
  • Dificuldades comportamentais;
  • Dificuldades de coordenação motora (global e fina);
  • Atraso na fala e na linguagem;
  • Dificuldade em ajustar-se e em adaptar-se socialmente;
  • Dificuldade em aceitar determinadas sensações (visuais, auditivas e/ou táteis);
  • Pobre capacidade em sequenciar tarefas;
  • Excesso de atividade ou lentidão;
  • Sem consciência do perigo;
  • Impulsividade;
  • Isolamento social;
  • Baixa autoestima;
  • Baixo nível de motivação para atividades que já conhece e para novas.
 
Marcações e Informações: