Autismo | O que se passa com o meu filho?


Mar 28, 2018

O que se passa com o meu filho?

Autismo: Conheça os primeiros sinais de alerta


“O meu filho não olha para mim…”; “O meu filho tem comportamentos estranhos…”; “O meu filho não aceita determinados alimentos…”; “O meu filho tem 2 anos e meio e ainda não fala…”; “Nos locais com muita gente (restaurantes, centros comerciais...), o meu filho chora e faz birras incontroláveis…”; “O meu filho brinca sempre com os mesmos objetos/brinquedos”; “O meu filho gosta de alinhar os brinquedos/objetos”; “O meu filho não brinca com outras crianças…”; “O meu filho reage mal quando lhe alteramos a rotina…”

Todas estas expressões e desabafos são comuns a pais, cujos filhos apresentam uma Perturbação do Espetro do Autismo (PEA).

O padrão de desenvolvimento de uma criança é muito variável nos primeiros 36 meses de vida, tornando o diagnóstico precoce desta perturbação num desafio! Com efeito, é necessário estarmos atentos aos primeiros sinais manifestados em idades muito precoces, os quais abordaremos de seguida.

Os primeiros sinais surgem desde o nascimento, sendo que no primeiro ano de vida já possível observar que o bebé:

  • Apresenta ausência de contacto ocular (não olha nos olhos);
  • Não olha quando chamam pelo seu nome (aparente surdez);
  • Não sorri;
  • Não balbucia palavras;
  • Não estende os braços, nem se coloca numa posição para ser pegado ao colo;
  • Tem dificuldade em estabelecer relação com os cuidadores;
  • Manifestar rejeição a determinados alimentos e texturas.

 

Entre o primeiro e o segundo ano de vida, é possível verificar que a criança:

  • Apresenta atraso no desenvolvimento da linguagem (ainda não pronuncia palavras simples);
  • Possui um olhar vazio;
  • Não aponta para pedir alguma coisa, ou para mostrar interesse por algo;
  • Tem choro frequente ou manifesta apatia;
  • Continua a manifestar rejeição ou preferência por determinados alimentos e texturas;
  • Rejeita o toque;
  • Fica incomodada com determinados sons.

 

Entre o segundo e o terceiro ano de vida é possível verificar que a criança:

  • Não pronuncia palavras, ou forma frases com princípio, meio e fim;
  • Não atribuiu ao objeto a função correta (brincar ao faz-de-conta);
  • Apresenta interesses restritivos por determinados objetos;
  • Deambula ao acaso pelos espaços;
  • Não se interessa por outras crianças;
  • Tem dificuldade em compreender o que lhe é pedido (não responde a pedidos);
  • Reage mal quando lhe é alterada a rotina (birras);
  • Apresenta por vezes movimentos estranhos/repetitivos com o tronco, mãos e cabeça;
  • Manifesta indiferença a determinadas sensações, ou respostas adversas a determinados sons e texturas.

 

Estes sinais de forma isolada podem não ser indicadores da presença efetiva de um quadro de Perturbação do Espetro do Autismo, podendo não se verificar no mesmo grau e intensidade em todas as crianças, sendo que o diagnóstico raramente é realizado antes dos 3 anos de idade. Assim, é primordial estar atento a estes e outros sinais, procurando ajuda de profissionais qualificados, investindo na intervenção precoce, o que tornará o prognóstico mais favorável.

Contacte a nossa equipa: educacao@acip.com.pt | 252 928 610